terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Cachoeira do Chuveiro



A Cachoeira do Chuveiro fica no Horto, parte alta do bairro do Jardim Botânico na Zona Sul do Rio. O acesso é realizado através da Estrada Dona Castorina até a entrada da trilha. A trilha é de nível leve, porém em alguns trechos é necessário cuidado, pois o caminho beira o abismo e possui alguns locais escorregadios. A queda d’água recebeu o nome de “Chuveiro” pelo fato da formação rochosa se assemelhar a um Box com a água caindo como se fosse um chuveiro. Existe uma pequena piscina natural que se forma devido às águas da cachoeira.
A melhor época para fazer uma visita é fora do verão, pois em época de calor o fluxo de visitantes é muito alto.








Vídeo


domingo, 1 de novembro de 2015

Praia do Perigoso



A Praia do Perigoso, localizada em Barra de Guaratiba, Zona Oeste carioca, é uma das últimas praias selvagens da cidade. Apesar de o acesso ser realizado somente por trilha ou barco, o local sofre com lotação e falta de educação de alguns frequentadores que deixam grande quantidade de lixo nas areias. Tal atitude, somada ao descaso do poder público, ameaça esse paraíso ecológico. Ao longo do ano grupos de trilha organizam mutirões nos quais são recolhidas grandes quantidades de lixo. Porém tais atividades são paliativas, sendo necessária uma intervenção quanto à origem desse grande problema.
A praia apresenta mar calmo na maior parte do ano, pois está localizada numa espécie de enseada. O mar, de tom verde em algumas épocas, apresenta águas transparentes, condições perfeitas para um mergulho. Por se tratar de uma praia selvagem, não há comércio, nem postos salva vidas. Por esse motivo é necessária atenção para acidentes tanto nas trilhas, quanto no mar.










Vídeos


quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Theatro Municipal



O Theatro Municipal é um dos principais pontos turísticos do Centro Histórico do Rio de Janeiro. Aberto no início do Século XX, foi inspirado no Ópera Garnier de Paris, já que nessa época o Rio sofria influências da capital francesa.
 Com mais de cem anos, o teatro é um dos principais palcos do país, possui capacidade para 2244 espectadores e moderna infraestrutura de luz e som. Há alguns anos passou por grande reforma que consistiu num restauro completo de sua fachada e seu interior.
O teatro oferece visitas guiadas que custam R$ 10,00 por pessoa. O passeio conduz o visitante por importantes áreas de seu interior, como o Café Assyrio e as poltronas da sala de espetáculos. A visita dura em torno de quarenta minutos e dá a oportunidade de o visitante se transportar para a atmosfera da época de abertura do Theatro Municipal.

Informações
Site: www.theatromunicipal.rj.gov.br
Telefone: (21) 2332-9191





















terça-feira, 1 de setembro de 2015

Museu do Negro



O Museu do Negro está sediado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, na Rua Uruguaiana, centro do Rio. Sua criação se deu após o incêndio que a igreja sofreu em 1967, quando teve todo interior destruído. Além de toda arquitetura interna, o fogo destruiu importantes documentos de séculos passados, onde estavam registros que provavam a importância do templo para a cidade. O museu é uma instituição privada ligada a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos. No seu acervo encontram-se fotografias, documentos, roupas, esculturas, objetos utilizados para castigar negros escravizados, e objetos de devoção de religiões de matrizes negras. Existem também imagens de negros importantes na história do país, como a escrava Anastácia e Zumbi dos Palmares. Um fato que chama atenção ao realizar uma visita a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos ou ao Museu do Negro é o descaso com o patrimônio da cidade. As instalações apresentam sinais de deterioração, paredes descascando, falta de sinalização, e até mesmo divulgação desses espaços por parte do próprio poder público. Infelizmente, ainda hoje, tudo que diz respeito à cultura e à história do negro no Brasil é tratado como algo sem valor.













sábado, 1 de agosto de 2015

Parque Nacional da Tijuca



O Parque Nacional da Tijuca é uma das maiores florestas em área urbana do mundo. Dividida em quatro setores, abrange áreas das Zonas Sul, Norte e Oeste da cidade. Sua entrada principal se dá pela Floresta da Tijuca, setor estruturado para receber visitantes. Nele estão concentradas as principais atrações do parque, como a Cascatinha Taunay, o Lago das Fadas, a Capela Mayrink, o Pico da Tijuca, dentre outras atrações. O parque é indicado não só para a realização de trilhas, pois conta com muitas áreas para piquenique e lazer infantil. Aos finais de semana costuma receber grande quantidade de visitantes que aproveitam o dia ensolarado para reunir a família.












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares